Os arquivos nas artes

   Foi realizada ontem, dia 10 de setembro, a segunda mesa do seminário A Pesquisa em Arquivos. Em conjunto com o público presente no Centro Cultural Justiça Federal, os pesquisadores Teresa Bastos, Maria Angélica Melendi e Leila Danziger discutiram questões relativas ao tema “Os Arquivos nas Artes”.
IMG_6547
As integrantes da mesa acompanhadas de Leandro Pimentel (UFRJ), mediador.
   A professora e pesquisadora da Escola de Comunicação da UFRJ, Teresa Bastos, iniciou o debate apresentando o trabalho “De algoz a guardiã: a utilização da fotografia nos aparatos repressivos da polícia política brasileira”. Teresa mostrou ao público fotografias tiradas pela polícia como forma de vigiar o fantasma do “perigo vermelho” desde a década de 1930 até 1983. Através da análise fotográfica, a pesquisadora também chamou a atenção para a posição dos próprios fotógrafos da repressão, ora escondidos como espiões, ora mais à vontade para registrar aquilo que buscavam. Ironicamente, tais documentos ajudam a formar uma memória histórica daqueles que foram perseguidos pela repressão.
IMG_6551
Teresa Bastos (UFRJ)
Em seguida, foi a vez de Maria Angélica Melendi, professora e pesquisadora da UFMG, apresentar o trabalho “Imaginar o inimaginável: as imagens retornadas”. Foram apresentadas fotografias que constituem provas de crimes cometidos, por exemplo, pela ditadura militar argentina. Seguiu-se, então, uma reflexão a respeito da necessidade das fotografias para que possamos lembrar que o inimaginável realmente aconteceu.
 IMG_6565      arquivos da ditadura 10_09_1
  Angélica Melendi (UFMG)
Encerrando o debate, Leila Danziger, da UERJ, apresentou o trabalho “Quando a transmissão falha: o cemitério dos pretos novos”. Utilizando como ponto de partida a descoberta do cemitério dos pretos novos no Rio de Janeiro em 1996, Danziger procurou discutir a questão do resgate da memória daqueles que perderam o nome.
arquivos da ditadura 10_09_2
Leila Danziger (UERJ)
Como no primeiro dia do seminário, o público participou intensamente das discussões, concretizando interlocução entre os três trabalhos e criando novas relações entre eles.
   Hoje, dia 11 de setembro, às 18h30, na sala de cinema do Centro Cultural Justiça Federal, acontecerá a terceira mesa do seminário, intitulada “Os Arquivos no Documentário”. Participam desse debate os pesquisadores Patrícia Machado (UFRJ), Anita Leandro (UFRJ) e Susana de Sousa Dias (Universidade de Lisboa), com mediação de Victa de Carvalho (UFRJ).
Por Bernardo Girauta. Imagens de Alexandre Kubrusly.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s